O Hulton Getty, um dos

O Hulton Getty, um dos maiores bancos de imagens do mundo, retirou do seu acervo imagens de cidadãos armênios, vítimas do genocídio promovido pela Turquia durante a Primeira Guerra Mundial. Funcionários disseram que, seguindo o procedimento padrão, as imagens foram removidas apesar de terem sido confirmadas como sendo do Holocausto Armênio.
O fato ocorreu depois que a embaixada turca em Londres protocolou uma queixa alegando que a legenda de uma das fotos não refletia a realidade. Com relação a esta imagem, afirmaram que a mulher e as duas crianças mortas em 1915, não poderiam ter sido vítimas do massacre feito pelo exército turco, pois teriam “simplesmente morrido de fome”.

This entry was posted in Uncategorized. Bookmark the permalink.

One Response to O Hulton Getty, um dos

  1. Breno marlen says:

    estamos próximos de 2005, ou seja, o aniversário de noventa anos do genocidio se aproxima. O governo turco não está sendo racional, pois está “dando corda” aos radicais armenios, que desejam vingar o genocidio. Ou Ancara toma juízo, ou verá o exército de libertação armenio se juntando a turma do Bin laden, para concretizarem a mais terrível vingança.

Comments are closed.