Desculpe a nossa falha…

Em 02 de maio de 2001 fiz um post sobre o poema “Mude” e afirmei que a autoria era de Clarice Lispector. Erro crasso…
Apesar do furor que o poema tem causado na mídia e na internet, seu autor é Edson Marques. Assim, o que é de Cesar deve ir para Cesar e o que é de Marques deve ir para Marques. Ele é o autor do poema que reproduzo aqui novamente.
Mude, mas comece devagar, porque a direção é mais importante que a velocidade.
Sente-se em outra cadeira, no outro lado da mesa.
Mude por uns tempos o estilo das roupas. Dê os seus sapatos velhos.
Veja o mundo de outras perspectivas. Durma no outro lado da cama.
Não faça do hábito um estilo de vida. Ame a novidade. Durma mais tarde. Durma mais cedo.
Corrija a postura. Coma um pouco menos.
Tente o novo todo dia. O novo lado, o novo método, o novo sabor, o novo prazer, o novo amor, a nova vida.
Tente. Busque novos amigos. Tente novos amores. Faça novas relações.
Almoce em outros locais, tome outro tipo de bebida, compre pão em outra padaria. Almoce mais cedo, jante mais tarde.
Escolha outro mercado, outra marca de sabonete, outro creme dental, tome banho em novos horários.
Quebre delicadamente esses horrorosos despertadores.
Mude. Lembre-se de que a Vida é uma só.
O mais importante é a mudança, o movimento, o dinamismo, a energia. Só o que está morto não muda!

This entry was posted in poesia. Bookmark the permalink.

One Response to Desculpe a nossa falha…

  1. Edson Marques says:

    Fábio,
    Agradeço pelo post esclarecedor sobre a autoria do poema “Mude”.
    Se você não encontrar razões para mudar, invente-as!
    Pessoas como você deixam o mundo melhor.

Comments are closed.